[ Resenha ] Stânix: O Poder dos Elementos - Eder. A. S. Traskini

Título: O Poder dos Elementos
Autor: Eder. A. S. Traskini
Série: Stânix #1
Editora: Novo Século
Páginas: 140
Ano: 2013
ISBN: 9788542800579
Fantasia / Infantojuvenil


3 Estrelas

Livro recebido através do booktour realizado pela Dani do blog Livros a Janela da Imaginação.


Sinopse: Stânix é um reino medieval que já foi habitado por humanos, anões e elfos. Durante a primeira guerra, liderada pelo tirano Syrt, o reino só foi salvo pela magia e inteligência dos elfos. Porém, a raça foi obrigada a deixar o reino, incitados pela profecia da segunda guerra. Aaron, um dos nascidos sob o sangue do primeiro grande conflito, foi deixado para trás e nem imagina o destino que lhe aguarda. Apenas ele pode salvar o reino. A profecia está dita e Stânix está em suas mãos...
Fala galera, tudo bom?
Vamos a primeira resenha do ano? xD

Quando a Dani me chamou para participar do BookTour de Stânix, eu não pensei duas vezes, afinal, vocês me conhecem e eu não vou recusar um livro de fantasia, né? rsrs


Stânix é um reino que a alguns anos sofrera uma terrível guerra. Tão terrível que muitas cidades ainda sofrem com as consequências. Mesmo com esse terrível marco em sua história, Stânix ainda está marcada para superar mais um guerra. O Reino de Guil vem dominando diversas cidades e vilas e é questão de tempo até chegar no vilarejo de Mharol, onde vive Aaron.


Aaron é um jovem que perdera os pais ainda pequeno, e por isso vive com seus padrinhos. Ele é muito recluso e bastante diferente dos habitantes da cidade. Possuí cabelos azuis e orelhas pontudas, não tem muitos amigos, a não ser Sora, filha do lidar da cidade. Aaron também se destaca e ao mesmo tempo se retraí, pela sua magnífica habilidade com a espada, arte que não é tão apreciada em uma cidade onde o serviço é inteiramente agrícola. 

Com o intuito de salvar a cidade, o pai de Sora, propõe ao conselho uma forma de entregar a cidade ao domínio de Guill, sem sofrer as consequências de uma dominação. Ele quer oferecer a mão de Sora em casamento ao príncipe de Guill, e cabe a Aaron escoltá-la em segurança até lá. Quais serão os segredos que essa jornada vai revelar? Será que existe mais coisa nessa história, do que um simples desejo de dominação?


Bom gente, não posso entrar em muitos detalhes do enredo, o livro é muito curtinho e qualquer coisa que eu diga pode ser um spoiler. 

O livro é narrada em terceira pessoa, mas o foco da narrativa na maioria das vezes é Aaron. As descrições são feitas na medida certa. Não é nada muito descritivo, nem enfadonho, nesse aspecto Eder conseguiu dosar bem.

No meu ponto de vista, o livro teve 3 aspectos negativos, sendo um deles o motivo dos outros dois.
Como vocês podem ver, o livro possuí 140 páginas, e para uma história de fantasia, é extremamente curto. Apesar de eu ter gostado da leitura, eu senti falta de mais desenvolvimento por parte dos personagens e do mundo em si.

Quando começo a ler uma série de fantasia, eu embarco na leitura, imaginando que o primeiro volume vai ser o mais lento de todos. Isso, pelo simples fato de que o primeiro volume é o responsável pelo que chamamos no inglês de WorldBuilding ( Construção do Mundo ). É onde o autor conta em detalhes todo o sistema que ele pretende usar, sistema de magias, reino, personagens, etc. 


Por O Poder dos Elementos ser um livro super curto, eu achei que essa parte em si foi um tanto quanto falha. Não teve tempo o suficiente para o autor desenvolver as coisas como eu gostaria, ou seja, tudo ocorreu rápido demais. E esse foi o segundo aspecto negativo.

Como eu acabei de dizer, é função do primeiro livro nos apresentar os personagens, e eu não senti nenhum tipo de conecção com eles. Os únicos que tiveram mais destaques foram Aaron e Sora, o restante, mal foi riscado a superfície. E Aaron e Sora só tiveram esse destaques por serem os protagonistas. Durante o livro inteiro somos apresentados a diversos personagens, principalmente no final. O que eu acredito, deva ser bem mais trabalhado no próximo livro da série. E esse foi o terceiro aspecto negativo. Não me entendam mal, eu gostei do livro, só esperava mais.

O autor utiliza alguns elementos mágicos bem interessantes, que assim como as outras coisas presentes na história, não foram suficientemente bem desenvolvidos e vão ficar para continuação, assim eu espero. 

Acredito que se o Eder tivesse desenvolvido melhor esses aspectos e consequentemente aumentado um pouco a quantidade de páginas, ele teria algo bem mais fácil de trabalhar. Veremos como vai ser a continuação, que eu estou bastante curioso, afinal, sei quando uma história possuí pontencial para melhorar. Agora quanto a continuação, está nas mãos da Novo Século, e isso aí minha gente... só deus sabe quando saí. rsrs

Bom gente, é isso. Essa foi a minha opinião sobre o livro Stânix: O Poder dos Elementos. E vocês o que acharam da história?