[ RESENHA ] Escrito Sob Fogo e Sangue: A Decisão - Adrieni Yassine

Título: A Decisão
Série: Escrito Sob Fogo e Sangue #1
Autora: Adrieni Yassine
Editora: Novo Século
Páginas: 198
Gênero: Fantasia
Classificação: Young Adult
Nota: 2 / 5

- Livro enviado pela a autora para resenha.
Sinopse: A Decisão é uma viagem no tempo, em um futuro no qual o mundo é muito diferente do que conhecemos hoje. As histórias de amor e de luta são recheadas de magia, fogo e sangue. As raças expulsas, bruxas e magos iniciam seu retorno para o planeta azul. Elas se misturam, se amam e se odeiam. Afinal, viveram com os humanos. O equilíbrio está na superação individual, as diferenças são marcadas por Kir e Destroc, os pais do redentor, aquele que unirá as forças de todas as raças. Mas esta história teve seu início há muitos séculos. O passado e o futuro se misturam no inacreditável. A esperança dos humanos, o sangue que alimenta os vampiros, o impulso animal que protege os lobisomens e a magia e o fogo que orienta os magos e bruxas.
O planeta Terra está caminhando para o seu fim. Seus habitantes foram contaminados pela magia negra, estão a mercê da ganância, do ódio e do desejo por poder. O poder é centralizado, e está na mão de poucas pessoas. Destroc é o lider de uma das maiores metrópoles. Os menos afortunados vivem em volta dos grandes muros da cidade, sujeitos a miséria. Seu dia a dia é sofrer de fome, más condições de higiene entre outras coisas. Um dos piores fatores ainda, é a constante luta pelas drogas.

Frente a isso, Lana, a ordem do universo, decide que é a hora dos seres do plano astral intercederem, e talvez assim o planeta tenha uma chance de voltar aos eixos. Lana faz com que 4 bruxas e 4 elementais, cada qual com uma missão específica voltem a terra. Seus objetivos são variados, cada uma foi inserida em um ambiente diferente, e estariam sujeitas a tudo que uma pessoa comum estaria. Apesar de serem seres astrais, ao passarem para o plano mortal, também estarão suscetíveis as fraquezas do mundo material. 

Kir possuí a mais árdua das missões. Ela será a responsável por tentar resgatar Destroc, e assim fazer com que ele volte a ser o homem que foi um dia. Esse seria o primeiro grande passo na restauração da ordem do planeta. 

Bom gente, esse é um livro curto e não posso contar muito da história. Quem não se anima ou pegar um livro e ver que se trata de bruxas e seres sobrenaturais? Bom, eu sou um deles. Como já disse inúmeras vezes por aqui, eu sou apaixonado pela temática, a magia, os rituais, etc.

Escrito Sob Fogo e Sangue não é somente um livro sobre magia, ele é um livro sobre segundas chances, sobre enxergar o bem que existe dentro de si, mesmo que tudo pareça estar perdido.

A narrativa de Adrieni é um pouco confusa no início. A partes em que ela é feita em primeira pessoa e partes em que ela é feita em terceira pessoa. Eu realmente me confundi um pouco nesse aspecto, e ao ler um pouco algumas opiniões pela internet vi que não fui o único. A leitura é rápida e fluída, com seus capítulos pequenos o leitor consegue terminar o livro em poucas horas. A escrita em si é muito gostosa de ler.

Os personagens... bom não sei de fato o que dizer sobre os personagens. TUDO acontece muito rápido. A missão de Kir era voltar a terra e se relacionar com Destroc e mostrar a ele, que o caminho "do bem" era o certo. Quando eu comecei o livro, eu imaginei que realmente iria ler algo relacionado a isso, que iriamos ter uma construção dos personagens onde a mudança ia acontecendo de forma branda e aos poucos Kir iria conseguir mudar ou não Destroc, mas não foi bem assim que aconteceu. Logo depois que os seres vão para Terra, muito tempo se passa e não temos ideia de como foi esse período de adaptação. Quando as bruxas e elementais começam a trabalhar na purificação de Destroc, um dos mais poderosos Magos Negros, ele aceita tudo muito fácil. Num momento eles se conhecem, no outro ele já está caminhando pela estrada e enfrentando suas batalhas para ser novamente um Mago Branco. Eu como amante de fantasia, ver a trama de um livro sendo resolvida com bastante facilidade me desagrada profundamente. 

A história em si, não é somente essa "campanha" pela purificação de Destroc. A autora foca muito na importância dos sentimentos, nas segundas chances, na reencarnação. Não entendo nada sobre a religião espírita, mas é bem nítido a influência que a autora teve na hora de escrever o livro. Vários conjuntos de personagens estão relacionados, e muitos já estiveram juntos em vidas passadas, parte do karma presente, são assuntos inacabados. Eu particularmente achei isso legal, só faltou ser mais bem explorado.

Acho que a leitura do livro é válida, mas me pareceu que a autora poderia ter lapidado melhor sua história. Apesar de ser o seu primeiro livro e a introdução do seu mundo, muitas coisas ficaram faltando e outras poderiam ser bem mais trabalhadas.

Bom gente é isso.
See you later folks! :)