[ RESENHA ] A Profecia de Mídria - Denise Flaibam


Serafine Delay era uma garota comum... À sua maneira. Sua vida na sossegada Vila do Sol muda bruscamente numa noite, quando sua décima oitava primavera era festejada. Um ataque acaba forçando-a a fugir desesperadamente de monstros sanguinários e imbatíveis. Por algum motivo para lá de insano, tais criaturas queriam sequestrá-la! E enquanto mergulha de cabeça no universo mágico de Warthia e começa a entender a ligação de suas marcas com a história daquele mundo, Serafine descobre-se numa surpreendente situação: seu destino está traçado. Uma antiga profecia clama por seu espírito, e uma difícil jornada deve começar. Na companhia de um belo e rude espadachim, uma simpática garota de orelhas pontudas e um felpudo guerreiro belicoso, Serafine deve ingressar numa viagem de perigos desconhecidos, que se inicia no Norte daquele vasto continente, treinando para derrotar àquela que vem das Trevas para tudo devastar. Os Mistérios de Warthia devem ser desvendados, e Serafine é a única capaz de fazê-lo.



Bom gente, todos aqui sabem que fantasia é meu gênero favorito. Não precisa de muito para instigar minha curiosidade, qualquer menção a magia, ou criaturas fantásticas já me interessam. Com isso a vontade de ler Os Mistérios de Warthia foi instantânea. Começando pelo título, e o simples fato de ter uma fênix na capa, de longe a minha criatura fantástica preferida. Não me arrependi em hipótese alguma de ter escolhido me aventurar pelos diversos cantos de Warthia.

Vamos a história?

Serafine sempre fora uma criança peculiar. Quando bebe, foi adotada e seus pais fizeram de tudo para esconder seus segredos dos outros habitantes da vila do sol. Serafine nascera com estranhas marcas pelo corpo, e na sua vila tudo que envolvia magia ou criaturas fantásticas era mal visto. Com isso, Serafine cresceu com uma criança humana comum, sem nenhum tipo de conhecimento sobre magia. Ela sempre fora uma menina bisbilhoteira, e pouca coisa acontecia na vila do sol. 

Em um determinado dia, alguns viajantes chegaram ao vilarejo. Serafine foi logo bisbilhotar e acabou por descobrir que seus nomes eram bem incomuns. Os preparativos para a festa de seu aniversário começaram e sua mãe a manteve ocupada durante o restante do dia. 

Serafine mal sabia que aquela ia ser sua ultima noite na Vila do Sol. Durante as festividades um bando de Lobisomens atacou o vilarejo com o intuito de sequestra-la. Os estranhos visitantes lutaram bravamente e conseguiram fugir com Serafine. Nossa jovem protagonista se vê, em direção a uma árdua missão, segredos sobre seu passado e sobre o seu futuro serão revelados aos poucos, e cabe a ela decidir se é capaz de fazer aquilo que esperam dela.


A narrativa do livro é feita em terceira pessoa, mas é focado na personagem principal. A escrita da Denise é bem fluída e dinâmica. As descrições são feitas na medida certa, sem se perder em muitos detalhes desnecessários, o que contribui para a rápida leitura da obra.

Os personagens são muito bem trabalhados, e alguns um tanto clichês, não que isso seja algo ruim. Jarek é um dos guardiões de Serafine, o belo guerreiro, misterioso, forte e fiel. Fica bem claro de que Jarek será o desenrolar amoroso da protagonista, mas não é algo muito explorado, pelo menos no primeiro livro da série. As tiradas de Jarek e as alfinetadas em Serafine dão um tom bem humorado no decorrer da leitura, a atração entre os dois está ali, e a química entre os dois parece muito natural.

Ficou ainda mais certa de que morreria quando alguém atravessou as chamas em sua direção. A criatura não fora atingida pelas labaredas, e ela esperou a dor de um golpe. Mas a voz que inundou sua audição foi muito calorosa, despertando a jovem para o seu companheiro.
O rosto dele, suado e marcado por um pouco de sangue, ficou visível logo que Serafine o encarou. Havia um sorriso mordaz enfeitando-lhe os lábios e ela não tinha palavras para explicar o quanto estava grata em vê-lo.
- Eu sabia que precisaria salvar sua vida de novo.
Serafine é a típica protagonista que sempre viveu uma vida normal e de uma hora para a outra é inserida em um mundo fantástico onde não entende nada. Ela se vê perdida, desorientada e desconfiada de tudo e todos. Apesar de ser um pouco ingenua, Serafine não é burra. Ela aprende a lidar com os seus guardiões no decorrer do livro, não é algo forçado e imposto de uma hora para a outra. Serafine tem uma grande missão e um grande coração, quer fazer de tudo para ajudar as pessoas, mesmo que seja devaras atrapalhada e deixa o trabalho de Jarek 2x mais complicado. É incrivelmente teimosa e mimada, fatos que só contribuem para que a personagem pareça tão humana, sem falar que é um tanto quanto bisbilhoteira, mas vemos um grande amadurecimento da personagem no decorrer do livro.


Denise soube trabalhar muito bem os seus personagens, é perceptível que ela pensou bastante no rumo que eles vão tomar. Ela não os poupa em hipótese alguma, e pelo o que eu vi, devo me preparar para vê-los sofrer ainda mais nas continuações. Denise conseguiu dar um ar bastante humano para eles.

O mundo de Warthia é bastante rico. Muitas criaturas mitológicas, lugares e magias distintas. Denise soube colocar seu toque de originalidade, mesmo com alguns de seus personagens controlando os elementos básicos da natureza, atributo um tanto quanto utilizado em histórias de fantasia. É claro que Warthia é um mundo extenso e bastante complexo, vemos apenas uma pequena parte de tudo isso, podemos esperar muito mais. Denise tem uma criatividade incrível, e acredito que tenha preparado muitas coisas para os próximos livros.

O desenrolar da história foi bastante satisfatório. A profecia de Mídria é de fato o livro introdutório da série. Saímos do ponto inicial onde a personagem não sabe de nada e encontra um novo mundo na sua frente, várias batalhas acontecem nesse percurso, até a nossa protagonista ser totalmente inserida no contexto e começar a aprender os mistérios que a envolvem, tudo isso guiado por uma profecia. Uma coisa que acontece no final do livro foi bem previsível, personagens que tendem a ser a única salvação da humanidade e coisas do gênero, sempre entram no " modo avatar " quando tudo parece perdido, não é algo ruim, é só uma coisa que acontece com muita frequência. 

Recomendo a leitura para aqueles que gostam de uma boa história de fantasia, e para aqueles que não estão familiarizados com o tema. É uma história com personagens carismáticos e bastante humanos, que vão lhe render um ótimo dia de leitura.

Ficha Técnica:

Título: A Profecia de Mídria
Série: Os Mistérios de Warthia #1
Classificação: Young Adult
Gênero: Fantasia
Páginas: 392
Ano: 2013
Nota: 4,0 / 5,0

Links Importantes
Site - Fanpage - Skoob - Goodreads
Bom gente, é isso que eu tenho para hoje =D
Espero que gostem da resenha, curtam a fanpage do livro e adicionem no skoob!
See you later folks!