[ Papo Entre Páginas ] Um ano de blog!

Fala galera!

Domingo o blog completou 1 ano de vida, pois é... 12 meses por aqui. É bastante tempo para alguns, mas quando fazemos algo que gostamos é muito gratificante.  Não foi fácil, pensei várias vezes em desistir, mas tive pessoas com quem conversar, pessoas que me apoiaram e me ajudaram sem pedir nada em troca. Pessoas, que eu pretendo cultivar a amizade pro resto da vida. Pessoas, que mesmo virtuais, são melhores do que as " reais ".

Agora, enquanto vocês estão lendo a postagem que tal uma musica de fundo? xD



Vocês viram que o blog está de cara nova? Pois é, já passou da hora de fazer algo mais profissional e parar de utilizar layouts gratuitos e tentar a sorte com o que o google disponibiliza. A isso eu tenho muito a agradecer, e digo muito mesmo a Bruna. Uma das pessoas mais especiais que eu tive o prazer de conhecer durante esse 1 ano nesse ramo literário, ela além de amiga, é minha irmã virtual / gêmea literária.

Durante esse 1 ano de blog, muitas coisas na minha vida mudou, passei e continuo passando por diversas coisas, mas essa é a essência de viver, né? Considerando o meio em que eu vivo, e a situação em que eu me encontrava, o blog foi o diferencial. Acho que sem ele, eu poderia estar em uma espécie de depressão, sério, não é drama.

O início foi super complicado, acho que de todos são. 99% das visitas eram minhas, o começo é muito decepcionante, e você com o tempo vai aprendendo de que em primeiro lugar, você tem que fazer por você, os outros vão vir com o tempo. E com o tempo eles vieram. Lembro de ficar tão feliz, quando a primeira pessoa comentou em uma de minhas postagens, sabe aquela alegria de principiante? Pois é. 

Em seguida, eu fui conhecendo algumas blogueiras, e boa parte delas me receberam de braços abertos, e vínculos foram sendo gerados a partir daquele momento, e hoje tenho grande prazer em dizer de que fiz mais do que amigos virtuais, eu fiz uma família. De parceiros do blog, passaram para amgios no facebook, e esses amigos muitas vezes são melhores dos que eu encontro no dia a dia, eles me ouvem, me aconselham e me divertem. Não atiram pedras por pensarem de forma diferente e fazem piadas onde ambas as partes acham divertido. E a isso eu agradeço principalmente a Dani, Mari, Dressa, Patty, Aline, Flavia, Raquel e Bruna, as pessoas do nosso chatzinho do face, agradeço a vocês por fazerem parte da minha vida, do meu dia a dia, pois somos uma família.

Agradeço aos meus autores parceiros, por confiar a mim o seu livro. E desejo a vocês muito sucesso nessa vida, que não é fácil.

Antes de entrar para esse universo literário, eu achava o twitter a rede social mais inútil. Como todos estamos sujeitos a mudar de opinião, hoje eu não vivo sem. Por lá tive a oportunidade de conseguir interagir com outras pessoas envolvidas nesse meio literário, e todos os dias estou conversando com alguém, e essas pessoas mesmo que de forma indireta, fazem parte do meu dia. Muitas risadas e muitas revoltas, pois a onde eu encontrei pessoas de braços abertos, também achei algumas com a língua afiada, e um grande repertório de mimimi, mas esse não é o foco deste post.

Estou aqui hoje, para simplesmente agradecer a todos que por meio do blog, entraram na minha vida, e de alguma forma fizeram dela, algo bom, divertido e prazeroso. Essas pessoas que eu gostaria que morassem perto de mim, pois ter alguem com quem conversar pessoalmente sobre aquilo que nos uniu em primeiro lugar não tem preço, e isso eu devo a eles, os meus bebes, os meus queridos, os meus livros.