[ Papo Entre Páginas ] Educação, humildade e respeito é a base na formação do caráter de uma pessoa.

Oi gente, tudo bom?


Em vista dos ultimos e constantes acontecimentos resolvi fazer um post desabafo. E não é só algo que eu acho, vejam o post da Patrícia Pirota do blog Ainda Menina Má, aqui.


Eu quando descobri a existência desse universo literário fiquei fascinado com a oportunidade de falar sobre livros. Infelizmente no meu "grupo social" pouquíssimas pessoas tem o costume de ler, e os que o possuem não o fazem pela "falta de tempo", ou seja, estava completamente sozinho sem ninguém com quem comentar sobre as coisas que eu lia, o que eu gostei, o que poderia ser melhor, o que eu estava louco para ler. Tudo isso mudou no final de 2012 quando eu descobri que existiam pessoas na mesma situação que a minha, e utilizavam blogs e youtube para falar de livros. Sim, eu não sabia disso, me culpo por isso pois depois que conheci esse universo minha vida melhorou bastante.

A partir do dia em que o vi o primeiro vídeo sobre livros na internet, que foi a resenha de Harry Potter da Tatiana Feltrin, eu me apaixonei pela ideia e coloquei na cabeça de que eu queria fazer aquilo também. Obviamente fui desencorajado por muitas pessoas, por se tratar de algo que "poucos" gostam e perda de tempo. Estudar na área da exatas é complicado nesse ponto, as pessoas tem a mente muito fechada.

Mais tardar, em abril de 2013 resolvi então dar o primeiro passo nessa minha nova empreitada, criei o blog e comecei a pensar em diversas ideias para criar conteúdo, 99% das visitas eram minhas e eu não ligava. Em pouco tempo os primeiros frutos gerados pelo blog renderam, que foram as primeiras pessoas em que eu criei um vinculo de amizade estabelecido pelos livros. 

Quando eu comecei, eu nem sabia como funcionava as coisas direitos, estava aprendendo a usar ferramentas(algumas não sei usar até hoje) e muito menos sabia sobre parcerias. Eu estou aqui a quase um ano, e nesse um ano pude ver coisas completamente desnecessárias na "blogosfera". Passei a ter contato com blogueiros e vlogueiros que já faziam o que eu queria a mais tempo, e eles concordaram comigo de que o nosso então adorado refúgio literário na internet está a beira de um colapso. 

Hoje em dia, o gostar de postar um vídeo, ou simplesmente um texto é uma busca incessante por visualizações. Uma briga de quem tem mais seguidores, quem tem mais curtidas e mais followers. Muitos perderam a paixão por compartilhar suas opiniões e trocaram tudo isso por formas de conseguir ser "famosos". 

Uma comunidade de leitores, que deveriam ser formadores de opinião, criadores de um conteúdo bacana se tornaram algo que eu não sei nomear. Tudo gira em torno de quem está no topo e quem consegue a parceria com a editora x. Eu pergunto, por que isso? Do que adianta encher a estante com livros de cortesia se o prazer em discutir sobre eles fica em segundo plano?

Toda vez que sai uma lista de seleção, é a mesma ladainha nas redes sociais. Pessoas que deveriam ter um nível mínimo de maturidade, humildade e consideração trocam isso por línguas afiadas que queimam mais do que um ácido quando se trata de falar mal de alguem. Não passar na seleção x,y ou z, é triste, as vezes revoltante, mas isso não te impede de seguir em frente e aprender com aquele "não" e tentar melhorar o seu conteúdo para que no futuro aquele não vire um sim, mas ao invés disso, as pessoas vão em cada selecionado da lista, para apontar os defeitos e o que ele "acha" que é superior ao que esta escrito naquele site. Você realmente precisa menosprezar os outros para se sentir melhor? A editora não vai voltar atrás, eles tem o método de avaliação deles, seja qual for. Se existe panelinha, xingar deus e o mundo não vai mudar esse fato. Em algum tipo de pensamento distorcido, você pode estar achando que reclamar, xingar e tudo mais é justificável, mas o que realmente acontece é a péssima imagem que você está gerando para si mesmo.

Eu, tentei todas as seleções esse ano e recebi um não para cada uma delas. Fico triste é claro, mas tenho certeza de que com meu quase um ano de trabalho, ainda não é o suficiente para estar a "altura" de fazer a divulgação para uma editora. Não é por isso que vou atacar as pessoas, de forma anônima ainda por cima, por que não tem a capacidade de colocar a cara a tapa. 

Nós da blogosfera deveríamos ser um grupo unido, mas as intrigas geradas pelo "estrelismo virtual" é muito maior do que isso. Nas bios do twitter o que mais vemos são "book lovers" será que é possível pegar um pouco desse "gigante" amor por livros(que na maioria das vezes estão em segundo plano) e dividir com o próximo? Educação, humildade e respeito é a base na formação de caráter de uma pessoa, e nós por sermos uma comunidade geradora de conteúdo e com uma bagagem farta de leituras deveríamos ter pelo menos o aceitável.