[ PAPO ENTRE PÁGINAS ] Desabafando...

Ola gente, primeiramente tudo bom?

     Boa parte dos livros, possuem uma faixa etária, os autores sempre procuram um publico alvo, tanto pelo grau de aceitação e obviamente pelo número de vendas. Mas a minha pergunta é: Baseado no livro que uma pessoa ler você é capaz de dizer a maturidade dela? Na minha opinião, é impossível, gosto por leitura varia, acho que definir isso é algo completamente sem nexo. Estendendo um pouco mais o tema, existem pessoas que se dizem cultas por lerem clássicos e criticam as pessoas que gostam de ler por exemplo: YA, entre outros, e muitas das vezes, não tentam nem ler para saber do que se trata. Sigo a seguinte regra, se for pra falar mal ou bem de algum livro ou qualquer outra coisa que seja, tenho que saber do que se trata, para poder ter fundamentos em minha argumentação, concordam? 
     Não sei se vocês já passaram por isso, mas boa parte das pessoas me imaginam, como um cara que só fica lendo o dia todo, o que não é verdade, eu tenho meus horários reservados para isso, e pessoas tendem a achar isso algo não produtivo, o que eu acho estranho. Eu, sou universitário, meu curso, é Bacharelado em Química e muitas pessoas me criticam por estar sempre com um livro em mãos, como se somente livros acadêmicos fossem importantes. Não sou de ficar me importando com o que as pessoas acham ou deixam de achar, mas esse caso específico já esta se tornando rotina. Meu grupo social na faculdade, é carente em pessoas como eu, que adoram ler, tem algumas, mas não costumam ler muito e me acham maluco por ler 1 livro por semana. Quando eu digo que meu horários de leitura geralmente são no ônibus, eles duvidam que é suficiente para atingir essa meta. Quando alguém que já possuí o hábito de leitura, consegue ler algo até mesmo mais rápido, e obviamente isso varia bastante dependendo do livro em questão.
     Conheço gente que não tem costume muito menos interesse em leitura, pois diz que é perca de tempo, mas arrumou um tempinho para ler a trilogia 50 tons, por ser titulada como um livro adulto. Eu não consigo entender a relação: uma pessoa lendo este livro por exemplo por ser considerado adulto é de boa, agora se fosse um livro infanto-juvenil a história é outra. Eu fico profundamente indignado. 
     Não me intitulo senhor da razão, mas o dia que leitura, qualquer que seja o gênero do livro, for perda de tempo, me internem por que eu devo estar maluco.